Tipos de milho: será que você conhece todos?

Amplamente difundida em todo território nacional, a cultura do milho exerce importante função econômica, social, sustentável e cultural em sistema de produção agrícola. Embora a produção de milho esteja frequentemente relacionada a produção de rações para a nutrição animal, há distintos tipos de milho e eles são utilizados em diferentes formas na alimentação humana, sob diversas formas de grãos secos e verdes (Pereira Filho, 2002).

Não consegue ler agora? Aproveita então para ouvir a versão em áudio deste post no player abaixo:

Há distintos tipos de milho cultivados, diferindo principalmente em função do tipo de grãos. Basicamente, o milho é classificado em cinco categorias em função do tipo de grão, sendo elas:

  • Milho dentado;
  • Milho duro ou Flint;
  • Milho farináceo ou mole;
  • Milho pipoca e
  • Milho doce ou milho verde (Moraes).

A principal diferença entre os tipos de milho é a forma e tamanho dos grãos, definidos pela estrutura do endosperma e o tamanho do gérmen (Mourão et al., 2012).

Figura 1: Classificação do milho quanto ao tipo de grão – estrutura do endosperma e tamanho do gérmen.

Classificação do milho quanto ao tipo de grão

Fonte: Mourão et al. (2012)

Conforme destacado por Mourão et al. (2012), nos países de clima temperado o tipo predominante é o milho dentado, já no Brasil se destaca a classe de milho duro. Os demais tipos não são utilizados em larga escala, sendo que o milho pipoca é cultivado em microrregiões dos trópicos e o farináceo algumas vezes nas regiões temperadas.

Milho dentado

O milho dentado se caracteriza por possuir um endosperma duro nas laterais do grão e farináceo no centro. O milho dentado se destaca por apresentar uma depressão na parte superior do grão, dando aspecto de “dente”. É um tipo de milho muito cultivado em países de clima temperado, sendo utilizado principalmente para a produção de álcool, xarope e para a nutrição animal (Moares).

Milho duro ou Flint

O milho tipo duro ou Flint, é caracterizado por possuir endosperma duro, estando esse em maior proporção em relação ao amiláceo, conferindo maior firmeza ao grão, e aspecto brilhante e liso (envidraçado). O amido no endosperma do milho duro é praticamente todo rígido (Mourão et al., 2012), conferindo a ele, ótimo rendimento de indústria, sendo utilizado muitas vezes para a produção de massas, fubás, canjicas, entre outros.

Milho farináceo ou mole

Ao contrário do milho duro, o milho do tipo farináceo, também conhecido como milho mole, apresenta praticamente todo seu amido como endosperma farináceo. É constituído de tecido mole ou farináceo, podendo ser facilmente moído, sendo encontrado nas colorações, amarela, branca e azul. Normalmente a variedade branca é empregada na produção de canjicas, enquanto as demais para a produção de farinhas de milho (Broto, 2021).

Milho Pipoca

Com coloração característica amarelo-alaranjada, o milho pipoca se destaca por apresentar grãos pequenos normalmente em formato de gota (Moraes), com elevada capacidade de expansão. O milho pipoca apresenta pericarpo fechado e resistente, possuindo normalmente tecido duro, com baixo teor de umidade (Broto, 2021).

Milho doce ou milho verde

Oriundo de uma mutação genética, fazendo com que no interior do endosperma ocorra a produção de fitoglicogênio em vez de amido (Deon, 2021) os grãos do milho verde apresentam sabor adocicado. O milho verde pode ser consumido nas mais diversas formas, in natura ou como ingrediente para a fabricação de bolos, sorvetes, pamonhas e uma série de outros alimentos, industrializados ou não (Pereira Filho, 2002).

Embora diferentes tipos de milho sejam observados, os cuidados com o manejo e condução da lavoura são fundamentais para a manutenção do potencial produtivo e obtenção de altas produtividades de milho, independentemente do tipo cultivado. A escolha do tipo de milho irá depender entre outros fatores do sistema de produção e mercado, sendo possível diversificar a produção com o cultivo de diferentes tipos de milho.

Referências:

BROTO. 5 TIPOS DE GRÃOS DE MILHO E SUAS CARACTERISTICAS. BROTO, 2021.

DEON, T. TIPOS DE GRÃOS DE MILHO: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA FAZER A ESCOLHA CERTEIRA. AEGRO, 2021.

MORAES, M. CONHEÇA AS CINCO VARIEDADES DE MILHO E SUAS CARACTERISTICAS. AGROPÓS.

MOURÃO, R. C. et al. PROCESSAMENTO DO MILHO NA ALIMENTAÇÃO DE RUMINANTES. PUBVET, 2012.

PEREIRA FILHO, I. A. O CULTIVO DO MILHO VERDE. Embrapa Milho e Sorgo, 2002.

Últimos posts

Fertilizante Foliar: O que é e Como Aplicar

Fertilizante Foliar: O que é e Como Aplicar

Fertilizante Foliar: O que é e Como Aplicar   O fertilizante foliar é um aditivo agrícola que, na agricultura moderna, emerge como uma ferramenta essencial no arsenal de qualquer produção agrícola. Além de melhorar significativamente a saúde geral das...

Nutrição foliar: o que é e como fazer  

Nutrição foliar: o que é e como fazer  

A nutrição foliar é uma técnica na agricultura, que possibilita o fornecimento direto de nutrientes às plantas através das folhas. Esta prática é uma evolução de métodos aprimorada com a ciência agrícola atual. Representa uma abordagem complementar à nutrição...

Como facilitar a fixação do nitrogênio pelas plantas?

Como facilitar a fixação do nitrogênio pelas plantas?

Realizar a fixação biológica do nitrogênio (FBN) em seu cultivo é uma prática fundamental e que contribui diretamente para o crescimento e desenvolvimento saudável das plantas. Afinal, a presença do nitrogênio é fato vital para a síntese de proteínas e de outros...

Como a biorregulação otimiza o desempenho das plantas?

Como a biorregulação otimiza o desempenho das plantas?

Em um cenário agrícola cada vez mais desafiador, otimizar o desempenho das plantas é uma meta essencial para garantir produtividade, qualidade e sustentabilidade. Uma abordagem inovadora e eficiente que tem ganhado destaque entre os profissionais com conhecimentos...

Inoculação na agricultura: o que é e como fazer  

Inoculação na agricultura: o que é e como fazer  

A agricultura é um dos pilares fundamentais da economia global e demanda constantes inovações e práticas aprimoradas. Dentro deste contexto, a inoculação é uma estratégia de destaque na promoção do crescimento vegetal. Neste artigo, você entenderá: o que é a...

Compartilhar:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recommended
O potássio (K), é o segundo macronutriente essencial mais requerido…
Cresta Posts Box by CP