A importância das cultivares para altas produtividades

O aumento do patamar de produtividade da cultura da soja está intimamente relacionado com as características produtivas das cultivares, aliado ao ambiente de produção e as técnicas de manejo do produtor. A introdução de novas cultivares de soja adaptadas as condições edafoclimáticas permitiu o cultivo em todas as macrorregiões do Brasil.

Não consegue ler agora? Aproveita então para ouvir a versão em áudio deste post no player abaixo:

Para lavouras de alto rendimento, o sojicultor leva em consideração cultivares produtivas, com diferentes graus de maturação, o que permite o escalonamento de todo o processo operacional da propriedade. Nesse sentido, as modernas cultivares de soja de ciclo precoce, com hábito de crescimento indeterminado têm ganhado cada vez mais espaço, por favorecer a colheita antecipada, possibilitando o produtor aumentar a rentabilidade com outro cultivo.

Na busca de cultivares com maior potencial de rendimento é necessário a identificação dos processos que mantêm uma alta eficiência das plantas. Dessa forma, o conhecimento da relação entre características de crescimento e desenvolvimento da planta com os componentes do rendimento de grãos, distribuídos ao longo do dossel vegetal é determinante para a obtenção de plantas mais produtivas.

Qual a relação das cultivares com a carga produtiva?

Analisando a porcentagem de grãos ao logo do dossel vegetativo de diferentes cultivares de soja, percebe-se uma contribuição significativa da metade inferior na produtividade (Figura 1). Na média de 12 cultivares, a metade inferior das plantas contribuíram com 49,9% da produtividade, podendo chegar ao redor de 60% para alguns materiais. Dessa forma, observa-se que as cultivares atuais apresentam uma carga produtiva mais uniforme ao longo do dossel da planta.

Porcentagem de grãos na metade inferior

Porcentagem de grãos na metade inferior

Figura 1 – Porcentagem de grãos na metade inferior. Fonte: Arquivos Phytus Group.

Dada a importância da metade superior e inferior da planta para explorar todo o seu potencial produtivo, é fundamental manter folhas fotossinteticamente ativas e sadias ao longo do dossel vegetal, para que haja tempo suficiente para elas encherem os grãos. A folha é o principal órgão da planta que produz fotoassimilados. Uma vez produzidos, os fotoassimilados são direcionados para as gemas, localizadas nos nós da planta, necessárias para a produção de flores e consequentemente de vagens.

A importância do manejo para sanidade da folha

A limitação de fotoassimilados prejudica a formação de vagens, o que pode limitar fisicamente o tamanho do grão (Egli et al.,1987). Com isso, planejar o manejo da cultura que possibilite manter o Índice de Área Foliar (IAF) adequado, retardando ao máximo a senescência das folhas ao longo do dossel da planta é importante para atingir elevadas produtividades (Figura 2). Assim, a sanidade da folha continua sendo um foco importante de atenção do produtor para a longevidade das folhas.

Para a construção de altas produtividades, o manejo fitossanitário através do controle de plantas daninhas, pragas e doenças também representa uma estratégia importante para a sanidade e longevidade de folhas fotossinteticamente ativas. Esses cuidados devem ser tomados desde o início do ciclo da cultura, a fim de proteger o potencial produtivo da cultura da soja.

Longevidade de folhas do terço inferior para alcançar altas produtividades

Longevidade de folhas do terço inferior para alcançar altas produtividades. Fotos: Marlon T. Stefanello

Escrito por: Por Dr. Marlon T. Stefanello, Fitopatologista e Coordenador de ensino da Elevagro

Referências bibliográficas

EGLI, D. B; WIRALAGA, R. A.; BUSTAMAM, T.; ZHEN-WEN, Y; TEKRONY, D. M. Time of flower opening and seed mass in soybean. Agronomy Jornal, v. 79, n.4, p. 697-700, 1987.

Últimos posts

Fertilizante Foliar: O que é e Como Aplicar

Fertilizante Foliar: O que é e Como Aplicar

Fertilizante Foliar: O que é e Como Aplicar   O fertilizante foliar é um aditivo agrícola que, na agricultura moderna, emerge como uma ferramenta essencial no arsenal de qualquer produção agrícola. Além de melhorar significativamente a saúde geral das...

Nutrição foliar: o que é e como fazer  

Nutrição foliar: o que é e como fazer  

A nutrição foliar é uma técnica na agricultura, que possibilita o fornecimento direto de nutrientes às plantas através das folhas. Esta prática é uma evolução de métodos aprimorada com a ciência agrícola atual. Representa uma abordagem complementar à nutrição...

Como facilitar a fixação do nitrogênio pelas plantas?

Como facilitar a fixação do nitrogênio pelas plantas?

Realizar a fixação biológica do nitrogênio (FBN) em seu cultivo é uma prática fundamental e que contribui diretamente para o crescimento e desenvolvimento saudável das plantas. Afinal, a presença do nitrogênio é fato vital para a síntese de proteínas e de outros...

Como a biorregulação otimiza o desempenho das plantas?

Como a biorregulação otimiza o desempenho das plantas?

Em um cenário agrícola cada vez mais desafiador, otimizar o desempenho das plantas é uma meta essencial para garantir produtividade, qualidade e sustentabilidade. Uma abordagem inovadora e eficiente que tem ganhado destaque entre os profissionais com conhecimentos...

Inoculação na agricultura: o que é e como fazer  

Inoculação na agricultura: o que é e como fazer  

A agricultura é um dos pilares fundamentais da economia global e demanda constantes inovações e práticas aprimoradas. Dentro deste contexto, a inoculação é uma estratégia de destaque na promoção do crescimento vegetal. Neste artigo, você entenderá: o que é a...

Compartilhar:

0 comentários

Recommended
A área de cultivo de soja no Brasil já totaliza…
Cresta Posts Box by CP